Lacazette e Rudiger (Chelsea x Arsenal - PL 2019-20)
Julho 31, 2020

Prévia da final da FA Cup: Arsenal x Chelsea

O duelo final da temporada inglesa não poderia ter reservado um confronto melhor. Arsenal e Chelsea colocam a rivalidade à prova em mais uma final, desta vez valendo a Copa da Inglaterra.

Os dois times têm dominado a competição em temporadas recentes, ou nem tão recentes assim. Das últimas 23 edições, Arsenal e Chelsea faturaram 14: são sete taças para cada time. Desde 2010, apenas o Manchester City tem múltiplas conquistas no torneio além da dupla — duas, contra três cada para Blues e Gunners.

Quem se dá melhor no tira-teima deste sábado? O maior campeão ou o time que mais subiu na lista de vencedores nas últimas décadas? Preparamos essa prévia para você dar o seu palpite com mais confiança!

1. Novos comandantes cara a cara

O duelo de jovens técnicos é um destaque à parte. Frank Lampard e Mikel Arteta tiveram desempenho similar na Premier League: média de 1,74 pontos por jogo para a lenda dos Blues e 1,65 para o espanhol. Em 38 jogos, a diferença seria de apenas três pontos.

2. Boas memórias em Wembley

O primeiro troféu de Mikel Arteta como técnico pode ser exatamente o último que levantou como jogador. O atual comandante gunner era capitão do time quando o Arsenal venceu o Hull City por 3 a 2 na decisão de 2014 e encerrou a seca de 12 anos sem títulos.

Arteta também repetiu o gesto no ano seguinte, mas sem entrar em campo — dividiu a honra com Per Mertesacker, seu sucessor na liderança do elenco.

3. Papel invertido

Ao contrário das duas decisões em que participou como jogador, o Arsenal de Arteta não chega a essa decisão como favorito. O time ainda sofre com o setor defensivo, que ganhou mais um desfalque nas últimas semanas: Shkodran Mustafi é mais um zagueiro no estaleiro, com lesão muscular.

4. Escalação sem mistérios

Sem muitas opções, a escalação do Arsenal deve manter o esquema que melhor funcionou para a equipe após o retorno da temporada: o 3-4-3. Kieran Tierney deve formar o trio de zaga ao lado de David Luiz e Rob Holding, com Bukayo Saka e Ainsley Maitland-Niles disputando a vaga de ala pela esquerda.

A provável escalação do Arsenal, portanto, é: Martínez; Holding, David Luiz e Tierney; Bellerín, Ceballos, Xhaka e Saka (Maitland-Niles); Pépé, Lacazette e Aubameyang.

5. Final antes de decisão

Apesar dos altos e baixos na temporada, o Chelsea conquistou o objetivo inicial: participar da próxima Champions League. Levantar a FA Cup seria uma injeção de ânimo para o jovem time comandado por Lampard, antes de tentar a virada contra o Bayern nas oitavas de final da atual edição da UCL — perdeu a partida de ida por 3 a 0.

A lista de lesionados nos Blues tem apenas um nome: Billy Gilmour. Desfalque nas seis partidas anteriores, N’Golo Kanté voltou aos treinamentos, porém não está confirmado no time titular.

6. Em time que ganhou, se mexe?

Lampard tem duas grandes dúvidas para a final. A primeira é tática: mantém o esquema de três zagueiros ou retorna para o tradicional 4-3-3? A trinca de defensores com Azpilicueta, Rüdiger e Zouma deu bons resultados recentes, vencendo Manchester United e Wolves para garantir a vaga na final e a quarta posição na Premier League.

A outra está no gol. Kepa Arrizabalaga foi preterido nesses mesmos jogos e o veterano Willy Caballero pode novamente entrar em campo. A tendência é que seja repetido o mesmo time do último domingo: Caballero; Azpilicueta, Rüdiger e Zouma; James, Kovacic, Jorginho e Alonso; Mount, Giroud e Pulisic.

7. Dose dupla para Arteta

O Chelsea foi o único time que Arteta enfrentou duas vezes na Premier League como treinador. O primeiro duelo teve virada dos Blues em pleno Emirates, vitória por 2 a 1. Já em Stamford Bridge, empate em 2 a 2 mesmo com o Arsenal atuando com 10 homens por 64 minutos.

8. Equilíbrio na rivalidade

O confronto direto entre os rivais tem sido bem equilibrado. O Chelsea venceu três dos últimos nove jogos, com dois triunfos do Arsenal e quatro empates.

9. Tira-teima em finais

Será a terceira final entre as equipes nas últimas quatro temporadas. Em 2017, o Arsenal ainda comandado por Arsène Wenger bateu o então campeão inglês de Antonio Conte — 2 a 1, com gols de Alexis Sánchez, Aaron Ramsey e Diego Costa.

Em 2019, já com Unai Emery e Maurizio Sarri no comando dos londrinos, a decisão foi europeia. O Chelsea se deu melhor em Baku e faturou a Liga Europa com uma sonora goleada: 4 a 1, com gols de Giroud, Pedro e dois de Hazard — Alex Iwobi descontou para os gunners

Imagem: Reuters

Mais Postagens

Reinier e Nathan (Flamengo x Atletico-MG - Brasileirao 2019)
Agosto 7, 2020

Destaques de Fortaleza x Athletico-PR e Flamengo x Atlético-MG

Demorou, mas começou! As medidas de contenção da pandemia causada pelo novo coronavírus atrasaram o início do Brasileirão em três meses — mas a disputa está pronta para a primeira rodada neste fim de...

Marcos Rocha e Janderson (Palmeiras x Corinthians - Brasileirao 2019)
Agosto 5, 2020

6 dados sobre Corinthians x Palmeiras

Round número 2 na maior rivalidade paulista. Duas semanas depois de se enfrentarem no retorno do Paulistão, Corinthians e Palmeiras retornam a Itaquera para a primeira parte da decisão do campeonato...

Walker e Modric (Real Madrid x Manchester City - Champions League 2019-20)
Agosto 3, 2020

Liga dos Campeões e Brasileirão para abrir agosto

Agosto é tradicionalmente o mês de começo de temporada na Europa. Mas esse 2020 maluco inverteu a lógica: é o Brasileirão que começa, enquanto os maiores times finalizam a principal competição de...